Viamão tem “dois prefeitos”?

Enquanto Evandro Rodrigues se alto-proclamou prefeito de Viamão por ser segundo vice-presidente da Câmara, e achar que estava na linha sucessora ao cargo, vereadores propõe destituição da mesa diretora e elegeram Nadim Harfouche

Dois vereadores foram apontados como prefeitos do município de Viamão, na Região Metropolitana de Porto Alegre, após a vacância inesperada do cargo (entenda o caso). O segundo vice-presidente da Câmara, Evandro Rodrigues (DEM), foi dirigido ao posto pelo presidente em exercício do Legislativo. O vereador Xandão Gomes (Republicanos), que estava na linha sucessória e não desejou assumir o Executivo, argumentou pela manutenção da ordem das cadeiras na Mesa Diretora da casa. No entanto, um grupo de vereadores insatisfeitos destituiu o colegiado que comanda a Câmara e indicou Nadim Harfouche (PSL) à Prefeitura.

Duas ações, ao menos, foram abertas no Judiciário para tentar resolver o problema. Uma delas foi movida por um dos prefeitos, Evandro Rodrigues. O vereador foi nomeado ao Executivo em um ofício enviado por Xandão Gomes à Secretaria de Administração. Rodrigues diz que irá aguardar a definição da polêmica na Justiça. “Como nós não estamos dispostos a fazer a disputa política, que não é a nossa intenção, eu não fui até a Prefeitura. O vereador Nadim já sentou na cadeira”, pontuou. “Entramos, na madrugada ainda, com um mandado se segurança”, explicou Rodrigues.

Nesta sexta, o vereador já passou a despachar na Prefeitura. Em vídeo publicado nas redes sociais na noite dessa quinta-feira (23), o político afirmou que não assumiu pelo desejo de ser prefeito, mas para contribuir no combate à pandemia de Covid-19. “Eu tenho a bagagem de quatro mandatos como vereador”, destacou. “Eu não sei o período que vou ficar, se é dez dias, se é vinte dias, se é três meses. A gente tem um prazo. Vou assumir o compromisso de combater, pelo menos, o tal vírus na nossa cidade”, sustentou.

Entenda o impasse em Viamão

O imbróglio ocorre após uma sucessão de acontecimentos. O prefeito titular, André Pacheco (PSD), está temporariamente afastado do posto por decisão judicial. Em seu lugar, entrou o vice Valdir Jorge Elias (MDB), o Russinho, que acabou falecendo em razão da Covid-19. O sucessor natural era o presidente da Câmara, Dilamar de Jesus (PSB). No entanto, o vereador apresentou um atestado médico e entrou em licença-saúde por quinze dias. Dentro da Câmara, vereadores resistem em assumir a Prefeitura. Se ocuparem o Executivo, os parlamentares ficam impedidos de concorrer à reeleição no Legislativo por força da lei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *